EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ALCIONE COMEMORA 40 ANOS DE CARREIRA COM DVD

Fonte: MSN


Alcione gravou um DVD em comemoração aos seus 40 anos de carreira na quadra da Mangueira, no Rio de Janeiro. A cantora contou com a participação do amigo Jorge Aragão no projeto




Para o dueto com MV Bill, a "Marrom" escolheu a música "Meu Ébano". O rapper mostrou samba no pé e arrancou aplausos da platéia




Diogo Nogueira também cantou ao lado da sambista. O bonitão usou o mesmo terno com o qual se apresentou na final do Miss Brasl no sábado (23)

segunda-feira, 25 de julho de 2011

DIA DA MULHER NEGRA, LATINO-AMERICANA E CARIBENHA NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Dia da Mulher Afro Latina caribenha e africana

Cerimonia de Premiação Luiza Mahin

terça-feira, 19 de julho de 2011

SNOOP DOG QUER ÓPERA EM SEU CD


Snoop Dogg revelou que gostaria de gravar uma ópera para seu próximo disco. O rapper fez as declarações ao jornal britânico Daily Star: "Eu estou sempre tentando algo novo. No meu último álbum, 'Doggumentary', trabalhei com Willie Nelson e David Guetta. Da próxima vez eu gostaria de tentar um pouco de ópera...".

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Participe - II Seminario Internacio​nal de Mulheres Afro-Lati no-America e Caribenha











Seminário discute as prioridades para as mulheres negras da América
A Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) realiza o II Seminário Internacional da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha nos dias 22 e 23 de julho. O evento, organizado pela Coordenadoria de Assuntos da População Negra (CONE) e o Conselho Gestor da CONE, da SMPP, acontece no auditório da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo.


Neste segundo ano do Seminário, os diferentes temas abordados nas mesas pelos palestrantes ligados aos movimentos negros serão sobre a questão de quais são as prioridades para as mulheres negras neste século XXI. Nesse sentido, os teóricos vão retratar esse panorama na ótica do trabalho, políticas públicas, mídia, tráfico de mulheres, empreendedorismo e cidadania.

O II Seminário é uma celebração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, guardado em 25 de julho. “Promover discussões diante da luta das mulheres negras do continente americano é legitimar a nossa caminhada para impulsionar as transformações nas relações de gênero e raça”, afirma Uebe Rezeck, secretário da SMPP.

Para encerrar o Seminário acontece a performance poética de Cristiane Sobral, autora do livro “Não vou mais lavar os pratos”, que será lançando durante o evento. Além da realização da Secretaria de Participação e Parceria o Seminário conta com o apoio da organização Elas por Elas Vozes e Ações das Mulheres.

O evento é voltado para entidades do movimento negro, organizações sociais, estudantes e gestores públicos. Os interessados em participar do II Seminário Internacional pode fazer a inscrição pelo telefone da CONE – 3113-9750. Acesse a programação completa aqui.

Serviço:

II Seminário Internacional da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha

Data e Horário: dia 22/07 a partir das 16h e 23/07 a partir das 9h
Local: Auditório da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo – Pateo do Colégio, nº 184-Centro

terça-feira, 12 de julho de 2011

I FESTIVAL DA CANÇÃO ANANIN- FECANINDEU​A


O I Festival da Canção Ananin - FECANINDEUA é incentivado pela Lei Semear e conta com o patrocínio da Y.YAMADA e apoio da casa de shows Cangalha, Bar Teatro Café Portela e doceira Abelhuda. Será realizado em Ananindeua, na Casa de Shows Cangalha, no período de 20 a 22 de setembro de 2011. Tem como objetivo fomentar, difundir e incentivar a música popular brasileira; apresentar, resgatar e divulgar os compositores do município de Ananindeua e revelar novos talentos.
Poderão participar compositores, músicos e intérpretes de todo território nacional. O festival é aberto a todos os gêneros musicais. O período das inscrições será de 11 de julho a 12 de agosto de 2011.
As inscrições poderão ser feitas via correio (SEDEX), via email através do blog do festival onde o material de inscrição (regulamento e ficha de inscrição) estará disponibilizado para download.
No período de 08 a 12 de agosto as inscrições poderão ser feitas no Bar Teatro Café Portela, situado na WE 52, nº 221, Cidade Nova VIII, Ananindeua no horário de 14h às 18h.
O participante poderá inscrever quantas músicas quiser, sendo que somente 01 (uma) será classificada, independente de parceria.
Será cobrada uma taxa no valor de R$ 10,00 para cada música inscrita.
O I Festival da Canção Ananin – FECANINDEUA conta com uma premiação de R$ 7.000,00.
Maiores informações no blog: www.igaraproducoeseventos.blogspot.com ou pelos fones: 91464526/ 81084850/ 91808560.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

A LEGIÃO NEGRA - LANÇAMENTO 20 DE JULHO




"A Selo Negro Edições e a Livraria Martins Fontes - Paulista promovem, em São Paulo, no dia 20 de julho, quarta-feira, das 19h às 21h30, a noite de autógrafos do livro A Legião Negra - A luta dos afro-brasileiros na Revolução Constitucionalista de 1932. Nesse romance histórico, o jornalista Oswaldo Faustino aborda uma faceta pouco conhecida da história nacional: a participação voluntária de um grande número de afro-brasileiros na Revol ução Constitucionalista de 1932, contra o regime de Getulio Vargas a quem, contraditoriamente, grande parte desses combatentes reverenciava como “pai dos pobres”. A livraria fica na Av. Paulista, 509 (próxima à estação Brigadeiro do metrô). A ideia para o livro surgiu quando o ator Milton Gonçalves contou a Faustino que gostaria de fazer um filme sobre a Legião Negra e pediu ao escritor que pesquisasse o assunto."







Oswaldo Faustino


É jornalista desde 1976, além de escritor e estudioso de relações étnico-raciais. Atuou como repórter em rádio, TV, revistas e vários jornais, como Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, e como editor de Cultura do Diário Popular. É coautor (com Aroldo Macedo) dos livros A cor do sucesso (Gente, 2000), Luana, a menina que viu o Brasil neném (FTD, 2000), Luana e as sementes de Zumbi (FTD, 2007) e Luana, capoeira e liberdade (FTD, 2007) e dos gibis Luana e sua turma (Editora Toque de Mydas). É autor dos livros Nei Lopes da coleção Retratos do Brasil negro, e A legião negra - A luta dos afro-brasileiros na Revolução Constitucionalista de 1932 ambos editados pela Selo Negro Edições. Colaborador da revista Raça Brasil desde sua criação. Tem proferido palestras e ministrado minicursos para educadores sobre formas práticas de aplicação da Lei nº- 10.639/03. Participou da TV da Gente, de Netinho de Paula, escrevendo e produzindo histórias, que apresentava no programa infantil da emissora interpretando o personagem Tio Bah.

O CRISTIANISMO É AFRICANO







A história do cristianismo na África, provavelmente começou durante o ministério terrestre de Jesus Cristo, dois mil anos atrás. O Novo Testamento da Bíblia menciona vários eventos em que os africanos foram testemunhas da vida de Cristo e do ministério dos apóstolos. É possível que a história do cristianismo em África começou quando estes africanos compartilharam o que testemunharam com outros africanos.



O Evangelho de Lucas relata que um Cireneu foi obrigado a carregar a cruz de Jesus, antes da crucificação. Cirene foi localizado no Norte de África. O livro de Atos registra que, no dia de Pentecostes, os cireneus e egípcios estavam entre a multidão, e ouviu os apóstolos proclamar o Evangelho em suas línguas nativas. Atos registra também a conversão de um eunuco etíope influente para o cristianismo. Finalmente, o livro de Atos registra que, foi na Antioquia da Síria (os Sírios eram negros), que Lúcio e Simeão ordenaram e comissionaram o apóstolo Paulo para o ministério do evangelho (Atos 13:2,3). O apóstolo Paulo, em um caso de erro de identidade, foi classificado de egípcio (Atos 21:38). Se Paulo fosse branco não teria sido confundido com um egípcio, negro. As raízes de Paulo podem ser traçadas à tribo de Benjamim (Filipenses 3:5). A ancestralidade de Benjamim a Quis (Ester 2:5) Sendo um descendente de um benjamita implica em que ele era da posteridade do povo negro.



Os africanos do norte foram os primeiros a receber e abraçar o Evangelho de Jesus Cristo. Muitos líderes importantes da fé Africana surgiram a partir da igreja primitiva. Embora o Cristianismo começou na África do Norte vários séculos antes da sua introdução no Egito, a igreja na África do Norte não cresceu tão rapidamente, porque a igreja norte-Africano usou a língua latina em seus serviços e literatura, e não na linguagem do povo.



Um influxo de muçulmanos no continente africano, durante a Idade Média, resultou em um aumento exponencial na conversão ao islamismo, o que obrigou muitos cristãos Africanos a fugir para a Europa. Só depois o cristianismo começa a crescer em África através do trabalho missionário pela Igreja Católica e Igrejas Protestantes.



O cristianismo foi dominante no Norte de África antes da chegada dos muçulmanos no século VII, mas isso não foi apenas por causa do sucesso dos movimentos missionários. Africanos aceitaram o cristianismo como sua religião primária, quando a primeira igreja atingiu o Norte de África. Hoje o centro geográfico do cristianismo se deslocou do hemisfério norte para o hemisfério sul. O centro de gravidade da fé cristã, também mudou a partir do Oeste para as suas raízes no Oriente e os africanos estão desempenhando papéis cada vez mais importante em trazer esta mudança, e em tornar o cristianismo uma das religiões tradicionais dos povos.



O Cristianismo é tão Africano como é de origem asiática, e não tem nenhum sentido que seja reconhecido com o título, "A religião ocidental”. A influência Africana na origem do Cristianismo ao longo do Nilo são pontos muito importantes que vamos conhecer no Curso Cristianismo de Matriz Africana.



Por Hernani Francisco da Silva











Informações sobre o curso, clique no link abaixo:
http://negrosnegrascristaos.ning.com/group/cursocma

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Black is more than beautiful!

Publicado por Marcos Costa no site Uol








Mesmo as peles escuras, mais resistentes por natureza, sofrem com manchas, olheiras, excesso de oleosidade, sensibilidade e radiação solar. O maior desafio será encontrar a cor ideal da base. Se a tonalidade for mais clara que a pele, a tendência é que, no final, tudo fique cinza. Para evitar que isso aconteça, escolha um produto exatamente da cor de sua pele. Também que hidrate e claro que possua o filtro solar na fórmula.


Base ideal






Às vezes, o pó pode ser da mesma cor da base ou, em alguns casos, para o resultado ficar mais natural, é possível usar uma tonalidade diferente, um pouco mais escura. Pra não errar, teste no rosto, mas jamais nos pulsos. Ah! Para negras com olheiras escuras recomendo um corretivo da mesma cor da pele e nunca mais claro. Ele deverá ser aplicado depois da base e antes do pó.


Pó adequado





Pele pronta: agora é a vez dos olhos. Use uma sombra preta em toda pálpebra móvel da raiz dos cílios em direção à dobra do olho e esfume bem. Veja como o olhar ficou de a-r-r-a-s-a-r!



Preto caprichado





Nos cílios superiores, é a vez de uma máscara preta incrível. Capriche!


Cílios valorizados





Nas maçãs, o blush vinho se transforma em um lindo tom rosado em peles negras. Aproveite a cor.



Vermelho abusado







O vermelho deixa os lábios das negras maravilhosos e sensuais. Abuse da cor e deixe o marronzinho na gaveta. Use com pincel e depois retoque com a própria bala do batom.



Poder!










Existem negras de várias tonalidades de pele. Assim, para quem prefere um make up mais discrete, sugiro, para as mais claras, tons de rosa, laranja, dourado e castanho. Já as negras com peles mais escuras podem abusar de vinho, rosa escuro, preto, bronze e berinjela. Neste passo a passo optei por cores frias, vibrantes e chiques que vão bem para a Samira. Mas, nunca se esqueça de que o resultado de beleza tem que combinar com sua personalidade, traços e estado de espírito. Se quiser misturar, é com você, filhinha! Ah, mais um lembrete: não deixe de fazer um cabelão. Aqui usei a própria textura dos fios com spray de alta fixação e um secador potente. Agora é só esperar os elogios. Beijos!



Penteadeira







Crédito:




Fotos: Edu Delfim www.flickr.com/fhotos/edudelfim
Beleza: Marcos Costa www.marcoscosta.com.br
Modelo: Samira Carvalho www.fordmodels.com.br
Produção: Márcia Paiva

Tratamento de imagem: Fujocka www.Fujocka.com.br
Agradecimentos: Dani da Ford, Jana Neckel, David Borges e Fábio Moraes

sábado, 2 de julho de 2011

LANÇAMENTO DO FESTIVAL WAPI BRASIL 2011

Festival WAPI BRASIl 2011 A Soweto Organização Negra promoverá nos dias 12, 13 e 14 de Agosto no CEU-Inácio Monteiro a 1º edição do Festival WAPI BRASIL que é uma plataforma cultural para poetas, designers, MCs, dançarinos, grafiteiros, desenhistas, cartunistas, cantores e artistas envolvidos em qualquer arte visual e verbal, com ênfase na cultura afro-diasporica. A 1ª edição do Festival Wapi Brasil foi lançado oficialmente (hoje) 02 de Julho na Ong Ação Educativa das 14h00 às 19h00. Nesta atividade Pré-Wapi, houve a apresentação do evento ,exposição de fotografias da Campanha “Eu africanizo São Paulo”, Pocket-show com Amanda Negrasim, Raphao Alafim e Bukassa e na Pilulas de Cultura Feira Preta Edição de Hip-Hop no dia 17/Julho com Poket Shows: Banda Aláfia com participação especial de Panikinho (Hip-Hop de Câmara) e Machado Saruê (Saruê Zambi) , D'na Hill e o Mc mais elegante da atualidade, Rincon Sapiência - Exposição: Fotos Campanha Wapi Brasil 2011 “Eu africanizo São Paulo" - Local: Casa das Caldeira