EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

quinta-feira, 22 de março de 2012

Portal vai mapear realizações da população negra


Fonte: Vera Moreira Comunicação
Assessoria de Imprensa da Faculdade

A faculdade Zumbi dos Palmares, em parceria coma Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) e daSecretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), lançou oObservatório da População Negra, portal que reúne estatísticas, pesquisas,artigos e análises de vários segmentos, como: socioeconômico, esportivo, cultural.

O portal www.observatoriodonegro.org.bré a oportunidade de analisar as conquistas e identificar onde intervir com aspolíticas públicas e ações positivas. O subsecretário de Ações Estratégicas daSAE, Ricar4do Paes de Barros, destaca a importância dessa plataforma:“não tínhamos um lugar onde encontrar todas as informações sobre apopulação negra. Esse viés dos dados estatísticos vai proporcionar a tomada dedecisão baseadas em evidências e análise científica”. Para começar, oObservatório disponibiliza mais de 50 mil informações estatísticas do IBGE e Ipea.
No lançamento do portal, dia 21 de março, na Faculdade Zumbi dos Palmares, o secretário-executivo da SEPPIR/PR, Mário Lisboa Theodoro, anunciou que o governo federal deve anunciar em abril um amplo programa de ações para negrosque fazem pós-graduação, doutorado, que sejam esportistas de talento ou empreendedores. “É preciso investir numa elite negra, diminuir oabismo entre negros e brancos tantona base, acabando com a miséria e a pobreza, como da classe média à alta. O Programa Nacional de Ações afirmativas terá o objetivo de procurar talentos ediminuir a desigualdade racial”, explica o secretário.

O Observatório da População Negra traz acesso a artigos, pesquisadores, políticas públicas, produção acadêmica,pesquisas e todas as planilhas disponíveis para download.

O reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente, destacou a importânciado mundo acadêmico participar da análise com viés na população negra:“quando analisamos os números macros, sabemos que os negrosautodeclarados são 51% dos brasileiros, mas sabemos que não há 51% de negroscomo professores universitários, como médicos ou gestores. Precisamosidentificar como diminuir a discriminação racial e como investir para daroportunidades para os afrodescendentes. O ambiente com todos os dados,possibilitará tomar decisões certas e cobrar resultados efetivos”.




Observatório da População Negra : http://www.observatoriodonegro.org.br

Um comentário:

  1. As oportunidades devem ser dadas a todos que não possuem condições sócio-econômicas independente da tonalidade de sua pele pois somos um país miscigenado e ainda que a cor da pele não seja escura e que apenas 51% se declare afro-descendente, sabemos que somos muito mais que isso..

    ResponderExcluir