EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Balé Folclórico da Bahia recria rituais do candomblé

 Os bailarinos, músicos e cantores do Balé Folclórico da Bahia apresentam o espetáculo Herança Sagrada, com movimentos e cânticos Yorubá (Foto: Vinicius Lima / Divulgação)


Fonte: Época S Paulo - Soraia Yoshida


Releituras da música e das manifestações culturais baianas existem aos montes. Apresentar a batida original do samba de roda e combiná-la aos movimentos da capoeira é uma tarefa que o Bale Folclórico da Bahia assumeem Herança Sagrada– A corte de Oxalá, que pode ser visto de 30 de novembro a 9 de dezembro no Teatro Sérgio Cardoso. Com 26 bailarinos, músicos e cantores, sob direção artística de José Carlos “Zebrinha”, o espetáculo apresenta as mais importantes manifestações folclóricas baianas sem apelar para modernismos. O que se vê no palco é o que a música baiana é, em sua essência e força tirada do Yorubá, e não diluída em novidades.
Inspirado em rituais do candomblé, Herança Sagrada reproduz a coreografia das danças do culto afro-brasileiro. Há sequências inteiras de movimentos acompanhados por cânticos sagrados. Na segunda parte do espetáculo, o grupo traz coreografias clássicas de seu repertório com músicas extraídas do folclore baiano. É aí que entram “Berimbau”, “Puxada de Rede”, “Capoeira” e “Samba de roda”. Em “Afixirê”, com música de Antônio Portella e Jorge Paim, o Balé Folclórico da Bahia desenha em movimentos a influência deixada pelos escravos trazidos da África.

  Foto : Vinicius Lima

O grupo, fundado por Walson “Vavá” Botelho, não se apresenta em São Paulo há mais de 12 anos. Mas tem feito apresentações marcantes, como a parte brasileira no encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, que contou também com Seu Jorge, Marisa Monte e BNegão. O Balé Folclórico também fez temporada na Nova Zelândia e nos Estados Unidos, onde atraiu 100 mil pessoas, incluindo celebridades como o diretor Steven Spielberg, a cantora Gloria Estefan, a atriz Anne Hathaway e a diva lírica Jessye Norman – que chegou a levar 300 crianças para ver os músicos e dançarinos.

 HERANÇA SAGRADA – A CORTE DE OXALÁ Coreografia de Walson Botelho e José Carlos Zebrinha. Duração: 90 minutos. Classificação etária: 12 anos. De 30/11 a 9/12, sex. 21h30; sáb. 21h; dom. 19h. Teatro Sérgio Cardoso: Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista, tel. 3288-0136. Ingressos: R$20 aR$ 40. Ingressos vendidos na bilheteria (qua. a dom. 14h/19h).

Nenhum comentário:

Postar um comentário