EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

quarta-feira, 3 de abril de 2013

ROMÁRIO: FALA DA COPA DO MUNDO E DE NEYMAR




 Texto: Preta Jóia
Fotos: divulgação


Romário de Souza Farias, deputado federal, e ex-atacante consagrado na história do nosso futebol,
conhecido como "Baixinho" e famoso pela sua lingua "afiada" apesar de presa, deu sua opinião sobre a Copa de 2014 em entrevistas nos últimos dias e afirmou que se a Copa fosse hoje, a seleção brasileira
estaria longe de conquistar o hexacampeonato mundial, no que ele tem razão, concordo plenamente.
Disse que hoje o Brasil não tem time, mas há tempo para ajeitar as coisas, em um ano tudo pode mudar.
 Acredita no bom trabalho de Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira.





 
Algumas matérias afirmaram que Romário criticou Neymar, mas suas palavras referindo ao craque santista foram:

"O Neymar pode ajudar o Brasil a ser campeão, mas fazer o que o Romário fez em 1994, eu acho que é distante, difícil. É o que o Pelé fez nas suas Copas e o que o Maradona fez na Copa em que a Argentina foi bicampeã mundial", declarou.

Concordo novamente, afinal nem Pelé, nem Maradona, nem Romário assumiram a responsabilidade de comandar uma seleção com apenas 21 anos ( a idade que  Neymar terá em 2014). Ao conquistar o título mundial em 1994, Romário estava com 28 anos, então Neymar mesmo que não tenha uma atuação gloriosa em 2014, ainda terá tempo para mostrar se o nosso querido deputado tem razão ou não em se igualar ao trio de ouro.
Aliás, devo expressar aqui a satisfação pelo desempenho politico de Romário, está tendo uma postura admirável, se fosse cidadã carioca , ele teria meu voto com certeza. 
 
 

 
Mais críticas a Marin
Fonte: Yahoo

Um dos grandes opositores à gestão do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, Romário assegurou que está atento aos preparativos do país para a Copa. Na segunda-feira (01/04), o atual deputado federal entregará na sede da entidade a petição denominada "Fora Marin!", onde novos ataques ao regime e aos excessivos gastos nas obras dos estádios para a competição estiveram em pauta.
"Incomoda principalmente aqueles que não têm uma postura correta. A reforma do Maracanã é um assalto aos cofres públicos. É sacanagem o que estão fazendo com o dinheiro público. Os responsáveis, na verdade, se for fazer uma auditoria, vão ter que ir presos. Existe um cartel hoje na CBF e estão enriquecendo ilicitamente. Creio que já passou o tempo de haver uma intervenção do Ministério Público, do Governo Federal e da Polícia Federal", alarmou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário