EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Os Crespos promovem palestra com o ativista e ativista Ozzy Cerqueira


Fonte: Lau Francisco. 

Ativista Ozzy Cerqueira falará sobre o tema da invisibilidade do negro na sociedade brasileira.





Através de seu novo projeto denominado “Em Legítima Defesa”, a Cia. Os Crespos, um dos principais coletivos de teatro com temática negra do país, quer discutir e colocar em pauta questões sobre a homoafetividade e negritude. Uma das atividades deste projeto será uma palestra “O corpo negro, sexualidade e vulnerabilidade -  da (in) visibilidade à resistência” com Ozzy Cerqueira, ativista, Advogado da Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA), Mestre em Saúde Pública pela FSP da USP. O evento acontece no próximo dia 27 de maio, às 20h, na FUNARTE (Alameda Nothman, 1058, Campos Elíseos) com Entrada Franca.



O ativista fala sobre o recorrente (des) uso do termo vulnerabilidade no campo dos Direitos Humanos, sobretudo no que tange a temas como homoafetividade e negritude, tem também seu outro lado, o de reiterar fragilidade e reafirmar desigualdades. “É preciso discutir outro direito, aquele que não silencia, mas que dá voz às múltiplas resistências”, afirma Cerqueira. Em “Legítima Defesa”, Os Crespos também pretendem discutir papéis sociais, racismo, preconceito, heteronormatividade e a criminalização do afeto na sociedade contemporânea e o impacto da escravidão na forma de amar dos brasileiros.


27 de maio às 20h | local FUNARTE
Alameda Nothmann, 1058 - Campos Elísios
(próximo ao metro Santa Cecília)
ENTRADA FRANCA

segunda-feira, 25 de maio de 2015

MOSTRA DE DANÇA TRAZ CELIA GOUVEIA COMO DESTAQUE DA SEMANA



Fonte : Lau Francisco
Fotos : Ligia Jardim, Natália Gresenberg, Laura Xavier

6º Circuito Vozes do Corpo entra em sua última semana e traz Célia Gouveia, Cia. Lagartixa na Janela como destaques


Em cartaz nos equipamentos culturais da região sul da cidade desde o dia 05 de maio, o 6º Circuito Vozes do Corpo, mostra de dança contemporânea, chega a sua última semana de espetáculos, palestras e workshops. O evento segue até o dia 31 de maio.  Criada pela coreógrafa e bailarina Gal Martins, da Cia. Sansacroma, a mostra tem o objetivo de descentralizar os espetáculos de dança levando companhias e profissionais consagrados no mercado, além de destacar grupos que produzem arte nas periferias da cidade. Toda a programação tem ENTRADA FRANCA.

Alguns destaques da programação:

Na quinta-feira, dia 28 de maio, na Fábrica de Cultura São Luis ,  a Cia. Fragmento apresenta o espetáculo “Aos Vencedores, as batatas”, onde suas coreografias são construídas a partir de cinco solos baseados em temas como o desconforto com o ser humano, ausência do choro, universo dos sonhos, experiência de quase morte e culpa. Vanessa Macedo, diretora da companhia, concebeu as coreografias com base nesses desejos e afetos individuais e angústias universais.


Célia Gouvêa é a atração da próxima sexta-feira, 29 de maio, no CEU Casa Blanca com o espetáculo “Alavancas e dobradiças”. Com mais de 50 coreografias em seu currículo, a coreógrafa é formada em MUDRA de Maurice Béjart, em Bruxelas, Bélgica e participou de numerosas experiências artísticas com o Grupo Chandra. Nesse período descobriu a linguagem multidisciplinar e o espírito de pesquisa que marcam até hoje sua trajetória artística. Sua carreira inclui prêmios de melhor coreógrafa, bailarina, espetáculo, pesquisa e criação da APCA, Governador do Estado, Apetesp e Funarte. Com coreografia e interpretação da própria Célia Gouvêa, o espetáculo “Alavancas Dobradiças” mostra a ambigüidade do nosso tempo questionando a proliferação atual dos relatos pessoais cênicos. A proposta cenográfica é estabelecer vínculos, interações, relações com o público presente.



No sábado, dia 30 de maio, a Cia. Lagartixa na Janela mostra coreografias de seu espetáculo “Varal de Nuvens”. Dirigido por Uxa Xavier, a performance dialoga com o movimento do vento, das brisas e das nuvens. O espetáculo é uma continuidade de uma pesquisa realizada em parques, praças e espaços públicos e convida o público para criar jogos em cantos imaginários, dançar com tecidos em varais ao vento e contemplar o movimento como se estivesse vendo as nuvens se transformando em figuras, bichos e diversas outras formas.
A semana ainda traz workshops e debates, além de espetáculos com as Cias. Híbrida (RJ), Liga Dura de Dança, Insaio Cia. de Arte. Cia Elo, Bárbara Kanzê, Urubatan Miranda e Welligton Sharp.


PROGRAMAÇÃO DA ÚLTIMA SEMANA


26 de maio, terça-feira


Local e horário: SESC Campo Limpo, às 16h
Workshop: Mariana Farcetta
Tema: “Figurino”

Local e horário: SESC Campo Limpo, às 19h
Espetáculo: “Olho Nu”, da Cia Híbrida (RJ)
Mostra Estável

27 de maio, quarta-feira


Local e horário: CEU Casa Blanca, às 18h
Diálogos: “E o público ?” com Centro Cultural Arte em Construção, Instituto Pombas Urbanas, Humbalaia e Dolores Boca Aberta/CDC Vento Leste, mediação de Ciça Coutinho

28 de maio, quinta-feira


Local e horário: Shopping Campo Limpo, às 15h
Espetáculo: “Descalçar”, com Bárbara Kanzê
Mostra de Rua

Local e horário: Shopping Campo Limpo, às 16h
Espetáculo: “Cardápio de Dança”, da Liga da dança Dura
Mostra Solo, Duos e Trios

Local e horário: Fábrica de Cultura Jardim São Luis, às 20h
Espetáculo: “Aos vencedores as Batatas”, da Cia. Fragmento
Mostra Estável

29 de maio, sexta-feira


Local e horário: CEU Casa Blanca
Diálogos: “Solos, Núcleos, Cias, Plataformas - Formas de Organização dos profissionais da dança”, com Marcos Moraes e Pedro Costa, mediação de Verônica Santos

Local e horário: CEU Casa Blanca, às 20h
Espetáculo: “Alavancas e dobradiças”, da Cia. Célia Gouveia
Mostra Solos, Duos e Trios

30 de maio, sábado


Local e horário: Praça do Campo Limpo, às 14h
Espetáculo: “Varal de Nuvens”, da Cia. Lagartixa na Janela
Mostra de Rua

Local e horário: Fabrica de Cultura Jardim São Luis, às 17h
Workshop com Osmar Zampieri
Tema: “Videodança”

Local e horário: Fábrica de Cultura Jardim São Luis, às 20h
Espetáculo: “Platô”, com a INSaio Cia. de Arte
Mostra Solos, Duos e Trios

31 de maio, domingo

                                                                                                        
Local e horário: Fábrica de Cultura Jardim São Luis, às 20h
Espetáculo: “Percografia”, com a Cia. ELO
Mostra Paralela

Local e horário: Fábrica de Cultura Jardim São Luis, às  20h20
Espetáculo: “Princípio fálico ou coito interrompido”, com Urubatan Miranda, Mostra Paralela

Local e horário: Fábrica de Cultura Jardim São Luis, às 20h45
Espetáculo: “...Era!”, de Wellington Sharp
Mostra Paralela


Serviço


6º Circuito Vozes do Corpo
De 05 a 31 de maio de 2015
ENTRADA FRANCA

Endereços

CEU Campo Limpo - Avenida Carlos Lacerda, 678 - Pirajussara, São Paulo - SP,
(11) 5843-4801

SESC Campo Limpo - R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120 - Parque Arariba, São Paulo - SP
(11) 5510-2700

SESC Santo Amaro - R. Amador Bueno, 505 - Santo Amaro, São Paulo - SP, (11) 5541-4000

Fábrica de Cultura do Capão Redondo - R. Algard, 82 - Conj. Hab. Jardim Sao Bento, São Paulo - SP, (11) 5822-5240

Metrô Capão Redondo - Av. Carlos Caldeira Filho, 4261, Jardim Vista Linda - São Paulo, SP

Poupatempo Santo Amaro - R. Amador Bueno, 258 - Santo Amaro, São Paulo

Caixa Cultural - Praça da Sé, 111 - Centro, São Paulo – SP - (11) 3321-4400


CEU Casa Blanca - Rua João Damasceno, s/n - Capão Redondo - São Paulo - SP. (11) 5519 5201 ou (11) 5519 5212

Fábrica de Cultura Jardim São Luis - R. Antônio Ramos Rosa, 651 - Jardim São Luís, São Paulo – SP (11) 5510-5530



quinta-feira, 21 de maio de 2015

Projeto Mistura Fina - Simoninha e Negra Li - PREÇO POPULAR




Fonte: Dani Destaque Cultural
Fotos : Divulgação 


Os consagrados cantores integram o projeto “Mistura Fina”
Apresentação ocorre  na Sala Adoniran Barbosa, dia 07 de junho, às 18h



Wilson Simoninha realiza show próximo dia 07 de junho (domingo), na Sala Adoniran Barbosa, do Centro Cultural São Paulo – CCSP, localizado à Rua Vergueiro, 1000, Paraíso.
Trata-se do projeto “Mistura Fina ”, idealizado pela Destaque Cultural Projetos Incentivados,  que propõe a montagem de espetáculo que promova a Música Brasileira, proporcionando encontro único de artistas de diferentes segmentos da MPB.
A apresentação tem entrada a preço popular, sendo que 20% dos ingressos serão doados a ONG`s previamente cadastradas.  O público presente poderá ver o músico, intérprete, compositor e produtor, Wilson Simoninha, acompanhado por banda completa com participação da consagrada Negra Li, conhecida por sua carreira e por participação na série “Antônia”, da Rede Globo.
No repertório hits do cantor, como ‘Agosto’ e  ‘A Saideira’, bem como canções da convidada especial Negra Li ‘Você Vai Estar Na Minha’.
“É um imenso prazer poder oferecer a população um show tão especial como esse, que só foi possível com a aprovação da Secretaria da Cultura, por meio da lei de incentivo Proac/ICMS, da parceria estabelecida com Centro Cultural São Paulo, do patrocínio da Scarlat Industrial Ltda e do apoio da Ricardo Maia Produções Artísticas”, explica Aparecida Rodriguês, idealizadora do projeto.

* PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROAC

Serviço:
Evento: Simoninha e Negra Li no Projeto ‘Mistura Fina’
Local: CCSP – Rua Vergueiro, 1000, Paraíso
* Ao lado da Estação de Metro Vergueiro
Data: 07/06/15 (Domingo)
Horário: 18h
Capacidade do Local: 622 lugares
Valor: Ingressos a Preços Populares – R$20,00 inteira e R$10,00 meia
Vendas: Bilheterias – Terça a Sábado, das 13h às 21h30min
Domingos, das 13h às 20h30min ou http://www.ingressorapido.com.br – 4003-1212
Formas de Pagamento: Visa, Mastercard, American Express, Aura, Hipercard, Diners Club, Elo e Paypal.
Realização: Destaque Cultural – www.destaquecultural.com.br





Mais Sobre Negra Li:
Negra Li iniciou sua carreira musical com o grupo de rap RZO e em seguida iniciou parceria com o rapper Helião. A carreira solo teve início com o lançamento do CD "Negra Livre". Em 2006, estrelou o filme de Tata Amaral,Antônia, que no ano seguinte, virou um seriado homônimo na TV Globo. Em2009 participou do longa-metragem  400 contra 1, a História do Comando Vermelho, do diretor Caco Souza.
Já gravou com Caetano VelosoNando ReisCharlie Brown JrBelo,Martinho da VilaGabriel o PensadorPittyJeito MolequeWalter Alfaiate,SkankD'BlackAkonSérgio BrittoNX ZeroMano BrownSabotage,Marcelo D2, entre outros. Em junho de 2012 chegou às lojas a nova incursão musical da paulistana, intitulado “Tudo de Novo”. Lançado pela Universal Music, o álbum é o segundo trabalho solo da cantora, desta vez apostando num repertório claramente direcionado à soul music. No fim de 2014 a cantora anunciou sua volta ao grupo RZO.



Mais Sobre Wilson Simoninha:
Músico, intérprete, compositor e produtor, Wilson Simoninha sempre esteve acompanhado pela música. Em mais de vinte anos de carreira, integrou produções de artistas consagrados como Jorge Ben Jor e Wilson Simonal; foi vocalista da banda Suíte Combo; trabalhou em edições do Free Jazz Festival e Hollywood Rock; participou de projetos especiais como "João Marcello Bôscolli & Cia", "Artistas Reunidos", "Nêgo", "100 Anos de Gonzagão", entre outros; foi diretor artístico da gravadora Trama; lançou em carreira solo – 5 CDs e 2 DVDs; além de idealizar, ao lado de seu irmão Max de Castro, o projeto "O Baile do Simonal" (CD, DVD e Show).
Em sua trajetória, também fez a direção musical do longa-metragem "Por Trás do Pano", criou e dirigiu o espetáculo "Soul do Brasil", que reuniu artistas de diversas gerações do universo da música negra brasileira, e foi diretor musical dos shows "Heranças" e "O Canto das Mulheres Negras", em homenagem ao Dia da Consciência Negra. Desde 2002, Simoninha vem fazendo diversas turnês internacionais em países como Alemanha, Inglaterra,Portugal, Japão, Suíça, Holanda, Bélgica, França e Itália.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Os Crespos lançam “Em Legítima Defesa”, projeto que traz espetáculos e palestra sobre homoafetividade e negritute



Fonte: Lau Francisco 
Fotos: Ana Paula Leonc/ Roniel Felipe 

Peças "Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin", "Cartas á Madame Satã ou Me Desespero Sem Notícias Suas" e palestra com o Advogado e ativista Ozzy Cerqueira integram a programação


Discutir como nossa sociedade encara as questões da homoafetividade entre homens negros. Desconstruir estereótipos e criar um espaço imaginário de liberdade para o amor. Tematizar e viabilizar um debate poético levando em consideração a sociabilidade e os direitos de homossexuais negros. Estes são alguns objetivos do projeto “Em Legítima Defesa”, da Cia. Os Crespos, que comemora em 2015 seus 10 anos de existência. O grupo montou uma programação especial que inclui quatro apresentações do espetáculo "Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin" (dias 17, 24, 31 de maio e dia 7 de junho de 2015, sempre às 20h, no Largo do Arouche,República), uma exibição de "Cartas á Madame Satã ou Me Desespero Sem Notícias Suas (dia 25 de maio, às 19h30, na Faculdade de Saúde Pública da USP, Av. Dr. Arnaldo 715, Pacaembu, Anfiteatro Prof.Dr. João Yunes) e uma palestra com o ativista e advogado Ozzy Cerqueira, dia 27 de maio, às 20h, na Funarte (Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos). A programação tem Entrada Franca e tem recursos do PROAC LGBT.










O projeto "Afetos em legítima Defesa" é uma uma possibilidade de continuar discutindo com o público, através de mais apresentações, o tema abordado no último espetáculo da trilogia de espetáculos de “Dos Desmanches aos Sonhos” - a homoafetividade. “Sempre que podemos retomar um espetáculo tentamos aperfeiçoá-lo, dialogar com as coisas que vem se modificando ou não no mundo no período entre uma temporada e outra. É a chance de falar com mais gente, de buscar ouvidos novos e de insistir  em algumas questões”, explica Lucélia Sergio, dos Crespos. Sidney Santiago Kuanza, também da Cia., explica que os Crespos querem fazer do momento presente uma possibilidade de ir ao cerne da questão. “A vida de milhares de pessoas pode ser profundamente afetada nos próximos meses, por exemplo, se o Estatuto da Família (que põe em pauta temas como a criminalização da homofobia e o direito ao casamento homoafetivo) for aprovado. Teremos um retrocesso secular em nosso país, é uma justificativa legal para continuar a onda de violência que só cresce a toda população LGBTTI. Afetos em legítima defesa é uma provocação artística”, diz Sidney. Para elucidar
a questão a Cia. vai promover, de forma simbólica, um casamento gay em praça pública durante as apresentações de "Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin".

A ideia de trazer este assuntos à tona parte do pressuposto que invisibilidade não é inexistência. O norte central do projeto “Em Legítima Defesa” é falar do direito ao afeto, ou seja, através de um ampla programação levar uma discussão social sobre o direito de ter direitos. A dupla marginalidade, assim como a vulnerabilidade, são os eixos da pesquisa. “Não queremos levar mensagens, mas construir no campo imaginário espaços de sociabilidade e liberdade, através dos quais possamos refletir a realidade que nossa sociedade impõe às pessoas que não se encaixam no formato branco, heterossexual, adepto dos costumes da classe média brasileira. O nosso objetivo é criar novas imagens possíveis, através da ideia de que o amor, e não o que se faz na cama, é o que importa e que os seres humanos podem conviver com as diferenças, respeitando as escolhas, as características e a vida de todos. Não queremos levar informação, mas discutir o assunto, abrir novos olhares para nossas vidas”, diz Lucélia Sergio.

O ator Sidney Santiago Kuanza explica que uma sociedade é feita justamente da sua diversidade, contudo, todos e todas devemos estar atentos e sensibilizados com as questões que envolvem  o outro. Instrumentalizar e possibilitar que o teatro seja de fato um espaço para o debate e a rua um espaço genuíno de troca de experiências. “O diálogo é proposto para todo o conjunto da sociedade, porém sabemos que ainda a informação é um privilégio de poucos. A escolha do espaço ( Largo do Arouche ), justifica nosso interesse neste público homossexual e simpatizante jovem que usa a praça como um espaço de sociabilidade e liberdade”, contextualiza Sidney.

PROGRAMAÇÃO E LINKS DOS ESPETÁCULOS

"Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin"
Quatro homens ocupam uma praça pública e se apoderam de um microfone para contar suas histórias de amor e luta, expondo suas feridas e seus sonhos para quem quiser ouvir. Cenas do espetáculo: https://www.youtube.com/watch?v=KD3VisWjX-8
                           
                                        
“Cartas à Madame Satã ou me desespero sem notícias suas”
Em seu quarto um homem negro se corresponde com a figura mítica de Madame Satã. Fragmentos de histórias revelam através de cartas, trajetórias e casos de amor, numa cidade-país carregada de doenças, que mantém sob cárcere privado um jovem apaixonado que espera. Cenas do Espetáculo: https://www.youtube.com/watch?v=g5CkaOjvcgg

Palestra com Ozzy Cerqueira
O ativista, Mestre em Saúde Pública e advogado da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids (Abia) discute o tema “O corpo negro, sexualidade e vulnerabilidade – da (in) visibilidade à resistência”. O especialista fala sobre o recorrente (des) uso do termos Direitos Humanos, sobretudo o que tange a temas como homoafetividade e negritude.

Quem são Os Crespos
“Os Crespos” é um coletivo teatral de pesquisa cênica áudio-visual, debates e intervenções públicas, composto por atores negros. Formou-se na Escola de Arte Dramática EAD/ECA/USP e está em atividade desde 2005. Em 2006 estreou com o espetáculo “Anjo Negro”, com direção do alemão Frank Castorf; em 2007 volta ao palco com “Ensaio sobre Carolina”; em 2009 e 2010 apresentou o projeto “A construção da imagem e a imagem construída”; em 2011 estreou “Além do Ponto”, com direção de José Fernando de Azevedo.

Serviço – Projeto “Em Legítima Defesa”
Programação

"Ainda... Numa Terra Estranha - Fragmentos a James Baldwin"
Apresentações nos dias 17, 24, 31 de maio e 07 de junho de 2015, sempre às 20h
Local: Largo do Arouche, República

“Cartas à Madame Satã ou me desespero sem notícias suas”
Apresentação dia 25/5 às 19h30 na Faculdade de Saúde Pública da USP na Avenida Dr. Arnaldo, 715 - Pacaembu. no anfiteatro Prof. Dr. João Yunes.



Palestra com Ozzy Cerqueira,
Dia: 27 de maio de 2015, às 20h
Local: Funarte – Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos. 45 lugares
                                                             Entrada Franca