EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Feira Cultural Preta 2014 será lançada com um grande Flash Mob no centro de São Paulo



 Fonte: Lau Francisco 

 
Considerada a maior feira de cultura negra da América Latina, A FEIRA CULTURAL PRETA, o evento, que une empreendedorismo e cultura, reúne inúmeros representantes da cultura afro-brasileira e empreendedores de diversas regiões do Brasil. Em 2014, além da própria Feira, que acontece no dia 07 de dezembro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, o evento ocupará também novembro, Mês da Consciência Negra, com diversos eventos, como o Roteiro Afro, Afrofest, Caldeirão do Negão, exposição de produtos de empreendedores e Seminário de Boas Práticas, com workshops e palestras. A programação completa, em processo de fechamento, será divulgada em breve. O lançamento da Feira Preta acontece no dia 08 de novembro  de 2014, a partir das 13h, na Praça Ramos de Azevedo, centro de São Paulo, na frente do Theatro Municipal, com um grande Flash Mob, encontro marcado via Redes Sociais, que vai levar dezenas de pessoas a dançar uma coreografia pré combinada ao som do Samba Rock e da Black Music.  


Se você gosta de Samba Rock e Black Music, prato perfeito para degustar em um sabadão. Programe-se e cola com a gente pra comemorar a chegada do maior evento de cultura negra da América Latina, que, em 2014, além da tradicional Feira marcada para o dia 07 de dezembro, no Anhembi, vai trazer uma programação especial também em novembro, Mês da Consciência Negra. Aguardem as novidades!!

VEJAM A COREOGRAFIA NESSE VÍDEO ...PREPAREM-SE!!!




Feira Preta 2014 - Assessoria de Imprensa
7 Fronteiras Comunicação
(11) 2548-1448
(11) 9-8609-8015

FESTA FELA VIII ***Especial Yabás*** Homenagem a Funmilayo Kuti

FESTA FELA
Celebração anual tributo à Fela Kuti
 
 
Dia 31 de outubro acontece em São Paulo a VIII edição da Festa Fela, celebração anual em homenagem a um dos maiores músicos e líderes políticos da África -- Fela Anikulapo Kuti.


Trata-se de um evento anual e itinerante, que celebra a obra do músico e ativista nigeriano Fela Kuti (15/10/1938-02/08/1997), criador do Afrobeat (mistura de música tradicional africana com a influência do jazz e do funk norte-americanos). Com mais de 70 discos gravados, ele foi também o principal porta-voz de oposição à ditadura vigente na Nigéria assim como das denúncias sobre a miséria e violência no continente africano, marcas indeléveis do processo de colonização europeu. Fela também é lembrado pela difusão do ideal pan-africanista no mundo.
 

Neste ano, a festa também irá homenagear Funmilayo Kuti, mãe do músico e ícone do movimento feminista africano, que foi a primeira referência de militância política de Fela. Bere (como era conhecida na cidade de Abeokuta) foi uma figura incansável: primeira nigeriana a dirigir um carro e a viajar, nos anos 50, para União Soviética, China, Polônia, Iugoslávia e Berlim Oriental durante a "Cortina de Ferro", por seu envolvimento com organizações internacionais de mulheres. O livro "For women and the nation: Funmilayo Ransome-Kuti of Nigeria" conta a sua trajetória de vida, desde as contribuições educacionais até os conflitos diretos com a ditadura na Nigéria -- que acabaram por levá-la à morte após a mais violenta invasão à República Kalakuta, na qual foi atirada da janela por militares.

Assim, a VIII Festa Fela saúda a progenitora Funmilayo Ransome Kuti: mulher africana que lutou por justiça social, igualdade de gênero, pela liberdade e morreu acreditando no bem coletivo.

Para esta edição especial, convidamos o coletivo de mulheres negras do "Manifesto Crespo" para fortalecer o resgate das origens culturais e estéticas africanas no Brasil. O coletivo oferecerá uma oficina de turbantes durante a celebração, além de uma exposição de fotos da artista Nina Vieira e uma banca com tecidos que estarão à venda. O Manifesto Crespo quer promover o universo da estética negra brasileira e também o intercâmbio com outros países da África e da diáspora negra, principalmente ao que se refere à moda e produções artísticas do cabelo crespo -- levando em consideração a relevante importância dessas criações, que trazem expressiva contribuição para o resgate da africanidade de um povo, mantendo vivo o modo africano de cuidar e se relacionar com o cabelo. O coletivo tem como foco central a discussão sobre como o cabelo crespo pode e deve ser encarado de forma criativa, fazendo com que se desmistifique a idéia de que existe cabelo ruim. O negro com seu cabelo e sua cultura são fonte de infinitas criatividade e beleza!

Festa Fela VIII
Sexta, 31-10, a partir das 23h
Jongo Reverendo - R. Inácio Pereira da Rocha, 170, tel. 2769-0059
Ingressos: lista amiga (lista@jongoreverendo.com.br) - R$ 15 / na porta - R$ 20
DJs Haru, MZK, RamiroZ e Vini Marson
Oficina de turbantes: Manifesto Crespo
Apoio: Tsika Cultural
 
 

 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Inscrições aberta para o público 7º Prêmio Educar para a Igualdade Racial e de Gênero é lançado em São Paulo




Fonte: Carlos Romero/RC10 Comunicação Promoção e Produções Culturais


Inscrições para participar da cerimônia via internet

O lançamento que ocorre dia 29 de outubro no Sesc Belenzinho para convidados contará com a presença de parceiros do prêmio, autoridades das áreas da Educação e da promoção da igualdade racial, comunidade escolar, entre outros. A cerimônia será encerrada com atração musical surpresa. Para participar basta se inscrever no site do CEERT (www.ceert.org.br). Capacidade limitada.

Sobre o CEERT

O Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades – CEERT é uma organização não-governamental, apartidária e sem fins lucrativos, criado em 1990 com o objetivo de conjugar produção de conhecimento com programas de intervenção no campo das relações raciais e de gênero, buscando a promoção da igualdade de oportunidades e tratamento e a universalização do exercício da cidadania.


RC 10 Comunicação Promoção e Produções Culturais
Carlos Romero
Face: Carlos Romero
Twitter: @carlosromero110


terça-feira, 21 de outubro de 2014

São Paulo Diverso – Fórum de Desenvolvimento Econômico Inclusivo


 Fonte: Claudinha Alexandre

 São Paulo Diverso – Fórum de Desenvolvimento Econômico Inclusivo 
Evento reunirá pela primeira vez setor público, inciativa privada e empreendedores para discutir sobre ações afirmativas e firmar  parcerias contra a desigualdade
Data: 29 de outubro  - das 8 às 18 horas
Local: Instituto Carrefour – Rua Paul Valery, 255 – Granja Julieta – Santo Amaro
Para incentivar negócios e oportunidades entre, grandes empresas, empreendedores e poder público, a partir de políticas de ações afirmativas  a Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura de São Paulo (SMPIR) em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) promoverá, no próximo dia 29 de outubro, das 8 às 18 horas, na sede do Instituto Carrefour,  o São Paulo Diverso – Fórum de Desenvolvimento Econômico Inclusivo. Pela primeira vez personalidades públicas, especialistas, executivos e empresários estarão reunidos  em busca de um redimensionamento dos problemas sociais que afetam São Paulo, cidade onde já vigora o sistema de cotas raciais nos serviços públicos.

Participam da abertura do evento: Prefeito da Cidade de São Paulo, Fernando Haddad; Embaixadora dos EUA no Brasil, Liliana Ayalde;  Secretário da SMPIR, Antonio da Silva Pinto;  representante do BID no Brasil, Daniela Carrera Marquis;  Presidente do Instituto Ethos, Jorge Abrahão; Presidente Carrefour, Charles Desmartis; Consul Geral dos Estados Unidos da América, Dennis Hankins e o  Secretário de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECAD/MEC, Macaé Evaristo dos Santos. Na plateia estarão 200 convidados da SMPIR, representando os setores de interesse e a sociedade civil.

O objetivo é estimular  a diversificação da ação social das empresas em benefício de grupos  historicamente excluídos do crescimento econômico, com a expectativa de oferecer o contato com novas abordagens e ferramentas de gestão da diversidade.  Entre os convidados para os painéis de discussão estarão John Lewis (Diretor Global de Diversidade da The Coca-Cola Company), Lais Abramo (diretora da OIT – Organização Internacional do Trabalho),  Samuel Santos (VP de P&D do Consumidor para a América Latina da Johnson & Johnson), Monica Santos (Head de RH para a América Latina do Google) e Hélio Santos (presidente do Baobá – Fundo para a Equidade Racial). Serão discutidos temas que envolvem o desenvolvimento social e econômico,  comportamento organizacional, carreira e negócios, ações afirmativas e desenvolvimento econômico no mundo do trabalho.
Em abril deste ano, o prefeito Fernando Haddad instituiu em São Paulo, o sistema de cotas raciais para ingresso de negros e afrodescendentes no serviço público municipal (Lei 15.939/13), determinando a reserva de 20% das vagas para os cargos efetivos, empregos públicos e para os cargos em comissão. O Secretário-Adjunto da SMPIR e Coordenador Geral do evento, Maurício Pestana, destaca que esta ação afirmativa é o impulso principal para a realização do São Paulo Diverso. Ele reforça que o objetivo é unir setor público, setor privado, empreendedores e sociedade civil para adotarem iniciativas que favoreçam o desenvolvimento social inclusivo, além da igualdade no mundo do trabalho. “Como representantes do setor público nos propomos a mediar o diálogo entre os setores que estarão representados neste evento, onde de um lado buscamos incentivar a adoção de políticas afirmativas e de outro a geração de negócios entre CEOS de grandes empresas e empreendedores para a construção de políticas inclusivas”, disse.
De acordo com o Perfil Social, Racial e de Gênero das 500 Maiores Empresas do Brasil e Suas Ações Afirmativas, publicado pelo  Ethos-Ibope, entre 2003 e 2010 a participação de negros, nos quadros funcionais, aumentou de 23,4% para 31,1%. Nos cargos de supervisão, a evolução foi de 13,5% para 25,6%. No âmbito gerencial, a participação subiu de 8,8% para 13,2%. Entre os executivos, a proporção variou de 2,6% para 5,3%. Mas,  no que tange aos salários, um homem negro ganha 30% menos do que um branco para executar as mesmas tarefas.  Já o Dieese destaca a questão salarial da mulher negra, que está mais abaixo nessa escala: sua remuneração equivale, em média, a 30% do salário do homem branco e à metade do rendimento da mulher branca.
Programação: São Paulo Diverso – Fórum de Desenvolvimento Econômico Inclusivo – 29 de outubro de 2014
10h00 às 10h45 -  Painel 1 – Desenvolvimento Social – Como Programas de Ação Afirmativa podem beneficiar o desenvolvimento social e justo?:  Wania Sant’anna – Petrobras; Alvaro Maluf – Camisaria Colombo; John Lewis – The Coca-Cola Company. Mediador: Maurício Pestana
11h00 às 11h45 - Painel 2 – Economia – Porque é importante para uma sociedade diversa aplicar políticas de inclusão?: Helio Santos – Fundo Baobá; Manuel Enriquez Garcia – CORECON/SP; Ricardo Henriques – Instituto Itaú-Unibanco. Mediadora: jornalista  Joyce Ribeiro
12h00 às 12h45 - Painel 3 – Comportamento Organizacional – Meritocracia X Ação Afirmativa: Alexandre Apparecido – Walmart Internacional; Marcilene Garcia de Souza – Instituto Federal da Bahia; Monica Santos – Google. Mediadora: jornalista Fernanda Alcântara
14h00 às 14h45 - Painel 4 – Sucesso na Carreira e nos Negócios – Relatos de carreiras e de empreendedorismo de sucesso: Quando a oportunidade faz a diferença: Ednilson Nascimento Martiniano – Citibank; Samuel Santos – Johnson & Johnson. Mediadora: jornalista Joyce Ribeiro
15h00 às 15h45 - Painel 5 – Ações Afirmativas no Município de São Paulo –  Relatos de Políticas de Ação Afirmativa no Município de São Paulo: Denise Motta Dau – Secretária Municipal de Políticas para Mulheres; Luiz Fernando Massonetto – Secretário Municipal dos Negócios Jurídicos; Rogério Sottili – Secretário Municipal dos Direitos Humanos e da Cidadania; Antonio da Silva Pinto – Secretário Municipal da Promoção da Igualdade Racial. Mediadora: jornalista Claudia Alexandre
16h00 às 16h45 - Painel 6 – Desenvolvimento Econômico no mundo do trabalho – Normas e práticas trabalhistas no enfrentamento das desiguladades:  Adílson Araújo – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil; Lais Abramo – Organização Internacional do Trabalho; Ricardo Patah – União Geral dos Trabalhadores; Arthur Henrique -  Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo. Mediadora: jornalista Fernanda Alcântara

Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura de São Paulo: Informações: (11) 4571-0923 (SMPIR) www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/igualdade_racial.

Informações à imprensa e credenciamento:
Central de Comunicação: central@centraldecomunicacao.com.br
Claudia Alexandre : (11) 9.7061-5995 ou 7881-2688
Melissa Diamantino: (11) 9.9107-0880
Camila Gonçalvez: (11) 9.7326-9170


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

BAILE DO SIMONAL - MAIS UMA PROMOÇÃO QUE DEU CERTO !!!



Texto : Preta Jóia
Fotos: Cacau Priscila / Kate Silva

 Parceria de Blog da Preta Jóia e Daniela Ribeiro, idealizadora do projeto e diretora de comunicação do Destaque Cultural além das ONG`s abriu essa promoção para leitores do meu blog,
e o pessoal apoiou e compareceu, e curtiram muito o show Baile do Simonal com Simoninha, Max de Castro e participação especial de Negra Li. 
Quero agradecer a presença de todos e o apoio ao meu trabalho.
Agradecer também à Daniela Ribeiro e Simone Rodrigues do Destaque Cultural e Anna Soares do Theatro Net pela oportunidade.








Na frente : Domenica Antonio, Ana Carolina Nery Barbosa, atrás Mirella Campos, Kate Silva


Domenica Antonio, Ana Carolina Nery Barbosa, Mirella Campos  e Kate Silva 

Cacau Priscila e Carlos Gomes Guimarães 




Os casais  Luiz Paulo de Moura, Glauce Moura, Cacau Priscila e Carlos Gomes Guimarães






                                                   Eles foram em dois shows Dj Glalcon ( Mistura Fina ) e esposa Sheyla

Essa galerinha também repetiu a dose e disseram que curtiram muito,
são os garotos e garota da ONG Social Bom Jesus acompanhados 
de Senyse Fernandes Mendes 

terça-feira, 14 de outubro de 2014

O MELHOR DA MPB - A PROMOÇÃO FOI UM SUCESSO !!!










Texto e Fotos: Preta Jóia 

 Parceria de Blog da Preta Jóia e Daniela Ribeiro, idealizadora do projeto e diretora de comunicação do Destaque Cultural além das ONG`s abriu essa promoção para leitores do meu blog,
e o pessoal apoiou e compareceu, e curtiram muito o show de Luciana Mello e Jair Oliveira.
Quero agradecer a presença de todos e o apoio ao meu trabalho.
Agradecer também à Daniela Ribeiro e Simone Rodrigues do Destaque Cultural e Anna Soares do Theatro Net pela oportunidade.

 Um agradecimento especial aos garotos e garotas da ONG SOCIAL BOM JESUS e à Senyse Fernandes Mendes pelo carinho e emoção que me proporcionaram. 
Que venham as próximas !!!




        














sábado, 11 de outubro de 2014

O MELHOR DA MPB’ TRAZ MAIS SHOWS GRATUITOS A POPULAÇÃO


 Fonte: Daniela Ribeiro

Parceria de Blog da Preta Jóia e Daniela Ribeiro, idealizadora do projeto e diretora de comunicação do Destaque Cultural além das ONG`s abre essa promoção para leitores do meu blog, peço que interessados enviem email com nomes para meu email : presfc95@gmail.com ou mensagens inbox na minha página do facebook.



Uma parceria de divulgação  estabelecida entre a Destaque Cultural , produtora destinada a projetos de lei de incentivo,  e o Theatro NET SP permite que ONG`s e pessoas amantes da boa música e cultura  assistam a shows de cantores do cenário musical nacional gratuitamente.


Trata-se do projeto “O Melhor da MPB”, que traz 12 shows gratuitos, entre os meses de setembro, outubro e novembro, com artistas consagrados da MPB, no Theatro NET SP, localizado no Shopping Vila Olímpia (Rua das Olimpíadas, 360). 


Após os shows de Zeca Baleiro, Zélia Duncan,  Walmir Borges e Martinho da Vila  é a vez dos consagrados Luciana Mello (14/10, às 18h), Jair Oliveira (14/10, às 19h), Max de Castro (15/10, às 18h) e Wilson Simoninha (15/10, às 19h) realizarem apresentações gratuitas para ONG`s e população. 


 Serão 4 shows imperdíveis, os artistas acompanhados por banda suas respectivas bandas apresentarão ao público presente os maiores sucessos e as novidades da carreira.

“É um imenso prazer poder oferecer a população  shows tão especiais como esses de forma totalmente gratuita. Isso só foi possível com o apoio da Secretaria da Cultura, por meio da lei de incentivo Proac/ICMS e da parceria estabelecida com Theatro NET SP“, explica Daniela Ribeiro, idealizadora do projeto e diretora de comunicação da Destaque Cultural. 

Para os representantes de ONG`s interessados em assistir aos shows, basta encaminharem email para ingressosgratis@destaquecultural.com.br solicitando cadastro.  É importante frisar que o espaço é sujeito a lotação.
Oportunidade imperdível para os amantes da boa música!

* PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROAC
 

Informações sobre o Cadastramento:
ENTRADA GRATUITA – Mediante a cadastro prévio
* Espaço sujeito a lotação
* Horários sujeitos a alteração


Baixe: “Sejamos todos feministas”, Chimamanda Ngozi Adichie



 Fonte: O Esquema / Vinicius Félix
Fotos: Divulgação



Uma matéria do NPR aposta que Chimamanda Ngozi Adichie é a jovem escritora do continente africano mais conhecida no mundo.
Nigeriana, autora de quatros livros e traduzida em mais de 30 línguas,  Chimamanda já recebeu diversos prêmios por seus trabalhos, especialmente com seu livro mais recente: Americanah venceu dois prêmios da crítica norte-americana (o National Book Critics Circle Award e o The Chicago Tribune Heartland Prize) e entrou na lista de "Melhores Livros de 2013" do New York Times.
Fora do universo da literatura, Chimamanda ganhou muita popularidade com seu discurso no TEDxEuston chamado “Sejamos todos feministas”. O vídeo da sua fala ultrapassou 1 milhão de visualizações no Youtube e foi mais longe ainda após ter um trecho sampleado por Beyoncé na música ***Flawless.













Chimamanda Adichie: o perigo de uma única história TED Legendado PT-BR

 

 







Baixe gratuitamente o e-book "Sejamos todos feministas", de Chimamanda Ngozi Adichie.
O que significa ser feminista no século XXI? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Neste ensaio agudo, sagaz e revelador, Adichie parte de sua experiência pessoal para pensar o que ainda precisa ser feito para que as meninas não anulem mais sua personalidade para ser como esperam que sejam, e os meninos se sintam livres para crescer sem ter que se enquadrar nos estereótipos de masculinidade. "Sejamos todos feministas" é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1 milhão de visualizações e que foi musicado por Beyoncé.







quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O griot Toumani Kouyaté, da África nas Fábricas de Cultura em SP


Fonte: Catraca Livre 

No mês de outubro, as Fábricas de Cultura Brasilândia, Capão Redondo, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha – unidades da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciadas pela Poiesis Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura – recebem um convidado internacional: o griot Toumani Kouyaté, de Burkina Faso, na África. O termo griot é utilizado na África para se referir aos contadores de histórias, que são considerados muito sábios e têm muito respeito nas comunidades onde vivem.
 
Toumani Kouyaté participará da série "A voz do autor" e contará histórias africanas para jovens e crianças a partir de 7 anos. Ele estará no dia 14, na unidade Brasilândia; dia 15, na unidade Vila Cachoeirinha; dia 16, na unidade Jardim São Luís; dia 17, na unidade Capão Redondo; e dia 31, na unidade Jaçanã, sempre às 15h. Para mais informações, acesse o site ww.fabricasdecultura.org.br

Sobre o convidado: Toumani Kouyaté faz parte de uma linhagem de djélis – griots da África do oeste. Ele canta, dança, toca, conta histórias, fotografa, é professor universitário e organizador de festivais em vários lugares da África, Canadá, Ásia e Europa. É formador pedagógico das artes da oralidade em escolas francesas junto ao Ministério da Educação Nacional da França. 





SobreToumani Kouyaté

Toumani Kouyaté faz parte de uma linhagem de Djélis – griots da África do oeste. Artista completo, como todos da casta dos djélis, ele canta, dança, toca, conta histórias e é também fotógrafo, professor universitário e organizador de festivais em vários lugares da África, Canadá, Ásia e Europa, entre outros. Vivendo na França, seu trabalho dialoga com o mundo ocidental produzindo uma experiência única de sabedoria e beleza. Em 2007 recebeu o prêmio Anselme Chiasson (Canadá), como reconhecimento de sua carreira profissional artística; em 2004, o prêmio HIBOU D’OR (Ottawa/Canadá), como melhor contador de histórias da francofonia do ano; foi finalista, em 2002, do grande prêmio de contadores Maison du conte de Chevilly-Larue e recebeu, em 1988, o prêmio de « mensageiro da paz » da Unesco.
« A palavra é um lago profundo»
Apaixonado e apaixonante, este griot traz no olhar a imensidão do solo africano. É um verdadeiro sábio, com o ar de alguém que renasceu de tudo e que tudo compreendeu.
Cheio de humor, este personagem fascinante domina perfeitamente a arte do dizer, expressa-se com palavras simples, comoventes e pertinentes, mesmo ao falar das dimensões mais profundas do homem.
No entanto, ele diz com modéstia: “Ser contador de histórias é um dos trabalhos mais difíceis. Pois você nunca poderá consertar as consequências das palavras que saíram de sua boca”. (jornal La Montagne – por Dragan Perovic)


Serviço
Fábricas de Cultura
Brasilândia
Av. Inajar de Souza, 7001
Tel: (11) 3984-5956

Capão Redondo
Entrada 1: Rua Bacia de São Francisco, S/N
Entrada 2: Rua Algard, 82
Tel: (11) 5822-5240.

Jaçanã
Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138
Tel: (11) 2249-8010.

Jardim São Luís
Rua Antônio Ramos Rosa, 651
Tel: (11) 5510-5530.

Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral, 1575
Tel: (11) 2233-9270.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

ENTREVISTA COM O MULTITALENTOSO WALMIR BORGES









 Foto: fanpage Walmir Borges 
 Texto: Preta Jóia

Confiram a entrevista concedida tão gentilmente por Walmir Borges, o multitalentoso artista negro cujo trabalho já atravessou fronteiras e conquistou a admiração de Philip Bailey ( vocalista da Banda Earth, Wind & Fire).

Preta Jòia:   Walmir Borges quem é  você  como pessoa comum?

Walmir Borges: Sou um pai de família, filho, irmão, que gosta de coisas simples... Uma boa conversa, num bom bar... Rsrs!
Sou de sempre trazer comigo amizades antigas, e as tantas novas q eu faço nos palcos da vida.

Preta Jóia:  Fale um pouco do seu cotidiano , o que faz nas horas de folga, o que prende sua atenção fora a música, se é que tem tempo para isso sendo um multitalento?
Walmir Borges: Tenho um filho (Lucas, 6), que me toma toda atenção e eu amo isso! Mas gosto de bater papo muitas vezes sobre Música... E de maneira geral, sou um cara de periferia que passa um tempo em casa quando possível, jogando dominó e sinuca com amigos. Quando não estou tocando estou refazendo as energias com a família e amigos.


F
                                                        Foto : Santa Etienne



Preta Jóia: Quais foram as suas influências musicais no início da carreira?
Walmir Borges: Tenho várias influências musicais. Mas destaco Jorge Ben e Djavan diretamente na minha carreira. Além das bandas que trabalho e sou influenciado  tanto quanto influencio. 

Preta Jóia: Com certeza você é uma ótima influência.

Preta Jóia: Como foi trabalhar na retaguarda de tantos cantores talentosos como Alcione, Guilherme Arantes, Paula Lima, Alexandre Pires, Wilson Simoninha e Toni Garrido  entre outros e não cantar , como uma voz tão linda ?
Walmir Borges: Trabalhar com esses "faixa preta", só ajudou a formar esse caldeirão que existe na minha cabeça. Assim sendo, formou-se o Walmir Borges cantor que está aí agora. Me diverti e aprendi muito. So vitórias trago desses trabalhos que consegui fazer.  



Preta Jóia: Quando decidiu seguir carreira solo?
Walmir Borges: Acho que sempre tive isso comigo! No passado fiz muito som em barzinhos cantando tudo e todo tipo de artista. E sou compositor também. Uma hora, o autor quando cantor, tem esse anseio por poder mostrar as coisas como nasceram. Acho que para mim tardiamente... Mas compartilho da mesma trajetória. E decidi realmente em 2007 quando inaugurei um estúdio gravando o meu primeiro CD Sala da Música.

Preta Jóia: Qual  foi a sensação ao ser o   único músico brasileiro a participar do show da banda Earth, Wind & Fire em São Paulo e, a convite de Philip Bailey?
Walmir Borges: Foi mágico!!! Sempre admirei, dancei e namorei ao som desses caras! Estar no mesmo palco foi incrível'! E mais incrível ainda foi ir à Los Angeles para finalizar duas músicas inéditas que fiz com Philip Bailey cantor da banda.

 Jam com Jair Oliveira, Simoninha, Seu Jorge, Silvera, Walmir Borges, a rapaziada do Earth Wind & Fire e muitos outros.
A parada rolou em um encontro no NaCena Studios em Sampa. (Video NaCena Studios).




Preta Jóia:  Acha que esse foi o momento mais importante para sua carreira ?
Walmir Borges: Acho q foi o “start” para eu ver que realmente as coisas podiam e estavam acontecendo.

Preta Jóia: Em quantos países você já trabalhou?
Walmir Borges: Tive o privilégio de estar em alguns lugares da Europa ( Itália, Holanda, Suíça, Espanha, Bélgica, França, Portugal).mas também estive nos EUA, África do Sul, Japão, Argentina, Angola, Chile, Peru.

Preta Jóia : No seu primeiro CD Sala da Música todas as 14 músicas foram compostas por você em parceria com outros compositores, onde e como surge a inspiração, precisa estar em local fechado? Qual o segredo para tantas composições de qualidade ?
Walmir Borges: Acho q o compositor está num estado de captação na hora de fazer as músicas. Elas me vem às mãos, às vezes em poucos minutos. Mas também falo sobre o que estou geralmente vivendo ou observando no momento. Já fiz muitas músicas gravadas por outros artistas que eram meio sob encomenda. mas nesse CD Sala da Música todas vieram do coração realmente!



Preta Jóia:  E seu novo EP E DVD “ELLA” o que pode me dizer sobre ele?
Walmir Borges :O público feminino merecia uma homenagem nos tempos de hoje! E eu tento nesse EP e DVD trazer essa homenagem de maneira simples, mas falando ao pé do ouvido sabe... Um DVD com mais de 100 mulheres dentro de um estúdio assistindo.( somente mulheres participaram). É um risco de ser um tiro no pé! Rsrs. Mas é de coração aberto mais uma vez. E acredito q vão se divertir e se emocionar assistindo e ouvindo o ELLA!



Walmir Borges - Meu amor (DVD Ella) : confiram ...



Preta Jóia: Agora quero fazer uma pergunta fora do contexto musical,  que muito me preocupa, o racismo, no meio musical acontecem discriminações raciais, você já sofreu alguma discriminação? Pergunto porque já entrevistei atores que passaram por isso.
Walmir Borges: Preconceito... Bom... Quem não sofreu alguma vez na vida né?
Ja sofri preconceito racial e social muitas vezes! As piadas um dia perdem a graça! Se é que algum dia foram engraçadas. Mas acredito q a busca por inclusão em todos os aspectos, me livraram principalmente das correntes mentais que isso pode trazer. Não choramingo! Sei o quão é triste ser discriminado por qualquer coisa! Mas isso existe desde que o mundo é mundo. Provo de todos os sabores que se pode provar... Habito qualquer terreno habitável. E não tenho medo, magoa e nem me sinto menor ou maior! Só me sinto! Vivo e vivendo para mostrar, e de repente fazê-los entender que essa "merda" de preconceito não serve para nada!

Preta Jóia: Perguntei ao Leandro Sapucahy se ele preferia ser cantor ou produtor musical, e ele me respondeu produtor. E você sendo multitalentoso, o que prefere? Qual a cereja do seu bolo? (risos)
Walmir Borges: Sou autor, instrumentista, arranjador, produtor e cantor.
Acho que são extensões de uma mesma coisa! Sempre me diverti sendo diretor musical, guitarrista ou “front man”.Até o DVD do Sapucahy eu gravei... Rsrs! Não consigo olhar meus filhos de maneira seletiva. Vejo todos e amo todos eles, até porque são todos lindos! Rsrs 

 Preta Jóia: Seu talento e trabalho é completamente maravilhoso.
Mande um recadinho para seu público:
 
Walmir Borges:Agradeço todos os que me acompanham, dão força e combustível pra minha carreira musical.Tento e sempre tentarei ser o mais transparente possível na minha obra! Porque  minha obra é minha vida e meu legado.
Deus abençoe vocês, e que tenhamos muito som pra ouvir juntos!

Bjoooooooooo

Preta Jóia: Pessoal, vamos usufruir do prazer de um show de Walmir Borges: